CUSTOS DE MENSURAÇÃO E GOVERNANÇA NO AGRONEGÓCIO: UM ESTUDO DE CASOS MÚLTIPLOS NO SISTEMA AGROINDUSTRIAL DA CARNE BOVINA

Postado por em 10:41 hrs. em Periódicos Científicos | 0 Comentários


Artigo Publicado em Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v.10, n.3, p. 359-375, 2008.
Autores: Silvia Morales de Queiroz Caleman, Renato Luiz Sproesser e Decio Zylberstajn
RESUMO: A Teoria dos Custos de Mensuração (TCM) é, ao lado da Economia de Custos de Transação (ECT), um importante aporte teórico para estudar as transações econômicas. Para a TCM, a mensuração dos atributos é uma variável chave para a identificação das formas eficientes de coordenação das transações. A aplicação da TCM no estudo da coordenação de sistemas agroindustriais (SAG) é o contexto desta pesquisa, em que objetivou-se identificar os mecanismos de governança adotados no SAG da carne bovina. Estudam-se cinco subsistemas em que avaliam-se os atributos da transação, de acordo com a ECT, e o seu grau de mensurabilidade (TCM). Considerando a ECT, observa-se a existência de um gradiente crescente de coordenação em função do aumento da especificidade do ativo, partindo do extremo do mercado spot, exemplificado pelo subsistema carne commodity e chegando à integração vertical, exemplificada pelo subsistema carne orgânica. O mesmo gradiente é observado ao se considerar como variável explicativa a mensurabilidade dos atributos, com exceção do subsistema carne orgânica. Conclui-se que a TCM é um arcabouço teórico que se aplica ao estudo dos sistemas agroindustriais, apresentando uma análise convergente à oferecida pela ECT, sendo, porém, mais flexível e operacional.

 

Deixe um Comentário