Falta de Garantias e Falhas de Coordenação: evidências do sistema agroindustrial da carne bovina

Postado por em 10:51 hrs. em Periódicos Científicos | 0 Comentários


Artigo publicado em revista acadêmica – RESR, Piracicaba-SP, Vol. 50, Nº 2, p. 223-242, Abr/Jun 2012 – Impressa em Maio de 2012
Autores: Silvia Morales de Queiroz Caleman e Decio Zylbersztajn
Resumo: O papel das instituições formais e informais na economia das organizações é tradicionalmente analisado em termos dos mecanismos eficientes de governança que minimizam os custos de transação. Baseada numa perspectiva inversa, a presente pesquisa foca nas falhas de coordenação e no problema da falta de garantias nas transações econômicas. Especificamente, examina-se o conjunto de garantias que suportam a transação entre pecuaristas e a indústria frigorífica em Mato Grosso do Sul com foco nas ineficiências do processo de comercialização de gado para abate. Para a compreensão das falhas de coordenação, propõe‑se um constructo teórico baseado em Barzel (1997), que relaciona direitos de propriedade, garantias e instituições. Esse modelo é testado empiricamente por meio do desenvolvimento de duas regressões logísticas múltiplas: i) modelo logit ordenado baseado na percepção de risco dos pecuaristas e ii) modelo probit bivariado recursivo baseado na percepção de risco dos pecuaristas e no papel das ações coletivas. Os resultados apontam para a importância das instituições formais e das ações coletivas como mecanismos geradores de garantias para a transação e, consequentemente, para a minimização dos custos de transação.

 

Deixe um Comentário